abc do investimento, como começar? abc do investimento, como começar?

ABC do investimento: saiba por onde começar

7 minutos para ler

Por se tratar de um tema que muitos acreditam ser bem específico e para pessoas do nicho, os investimentos geralmente são encarados como algo nebuloso e que pode acabar dando algum prejuízo.

No entanto, esse tipo de pensamento retira as vantagens que esse risco pode trazer e limita bastante o cenário dos investimentos, que pode ser bastante promissor e ampliar diferentes sentidos.

Pensando nisso, este artigo foi produzido para que as pessoas consigam entender mais sobre esse universo e para que possam investir partindo do zero, entendendo um pouco mais sobre como se tornar um investidor de sucesso. 

Quanto dinheiro deve investir?

Primeiramente, é preciso desmistificar que só se deve investir com uma quantia alta, pois isso não é verdade. 

Para se ter uma ideia, é possível encontrar lugares para realizar investimentos com valores de R$30,00 a R$100,00, inclusive, produtos financeiros com valores ainda menores que esses.

Por esse motivo, o primeiro fator a ser avaliado na verdade, é definir em qual ramo e para qual determinado recurso o valor será investido.

Todo investimento visa o retorno como o principal objetivo, portanto é preciso ter uma visão mais ampla quanto a isso, verificando possíveis riscos e necessidade daquele valor em curto e médio prazo.

Além disso, não é apenas porque determinado ativo é mais barato que seja o melhor para investir, já que sua capacidade de retorno pode ser proporcionalmente menor. Assim, avaliar diversos tipos de investimentos também pode ser interessante nesse sentido.

Assim, conforme o objetivo traçado e orçamento disponível, é possível destinar parte da renda para o investimento escolhido.

Frequência

Além do produto e seu custo, um dos principais fatores para se ter sucesso com investimentos é a frequência com que os aportes financeiros são realizados.

O mercado financeiro oferece ativos para todos os públicos, desde iniciantes até os experientes, variando de baixo a alto risco. 

Por isso, também é importante conhecer os produtos destinados a cada perfil e, principalmente os de baixo risco, é possível ter maiores rendimentos com aportes significativos a longo prazo.

Uma dica importante é que quanto mais cedo se inicia, maior será o patrimônio futuro. Portanto, é preciso deixar que o tempo seja aliado do crescimento financeiro.

Como investir?

Depois de mostrar como o investimento pode ser um aliado e não é preciso ser um investidor experiente para isso, serão colocadas a seguir as principais dicas para se ter sucesso ao investir, seja em renda fixa ou variável.

Objetivo

Antes de começar a investir, é preciso definir em quais empresas e ativos será colocado determinado recurso para fazer com que ele cresça e o retorno seja maior. 

Inclusive, para ter um melhor índice de assertividade, é importante conhecer o setor onde será investido, o que está em alta, ver como o mercado funciona e responde a determinados setores e notícias, bem como ter algumas referências dentro desse processo.

O ideal é que se tenha cinco objetivos estabelecidos e definir prazos mínimos e máximos para cada investimento feito, para se obter uma maior organização na realização dos investimentos, separando em previsões futuras de curto, médio e longo prazos. 

Uma sugestão é entender suas metas de vida, como por exemplo, ter uma casa, um negócio, ou ainda viajar a algum lugar específico. Esses cenários já podem ser alguns pontos de partida para começar no mundo do investimento.

Contudo, antes de qualquer investimento mais arriscado, três fatores precisam ser avaliados: a existência de dívidas, a construção de uma reserva de emergência (em produtos mais seguros) e o planejamento para a aposentadoria/previdência.

Quantia

Como já foi dito anteriormente, não é preciso valores altos para começar um investimento, isso dependerá do tipo de investimento, como ações, CDBs, ou mesmo fundos de investimento.

Os investimentos podem ser feitos de diversas formas, com o pagamento do valor integral e pacotes fechados, como em ações, ou em modelos fracionados, no qual as unidades das ações podem ser compradas aos poucos.

Além disso, há investimentos de renda fixa que podem se apresentar em valores diversos, ou mesmo o tesouro direto, nos quais é também possível fazer aportes mensais.

Algo que é importante ressaltar é que o recurso investido precisa estar dentro do orçamento do investidor para que a meta seja atingida com sucesso e sem comprometer sua saúde financeira.

Por isso, o planejamento e acompanhamento das rendas também se mostra fundamental nesse processo. Assim, uma palavra que passa a definir o investidor de sucesso é disciplina.

Como ter maior garantia?

O que dá maior garantia aos investidores é a utilização de ferramentas para acompanhar o mercado e se manter constantemente informado, bem como estudando a área para investimentos mais arriscados – mantendo a segurança e conforme o perfil.

Por exemplo, um empresário que utiliza CRM consegue realizar a gestão de carteira de clientes, e assim ter dados que permitem ter um prognóstico mais preciso para aplicar determinada quantia em seu negócio e avaliar a qualidade dos atendimentos e processos de venda.

Da mesma forma precisa funcionar a gestão de uma carteira de investimentos de qualidade e diversificada, garantindo mais sucesso e rendimento ao investidor.

Inclusive, diversas ferramentas podem ser utilizadas e são disponibilizadas para que seja possível investir e acompanhar o rendimento com maiores chances de retorno. 

Afinal, assim como um empreendedor precisa saber como seus clientes se comportam na internet, ou mesmo definir o público-alvo e estratégias de marketing para alcançar o público de forma efetiva; ou mesmo como destinar o investimento aos funcionários, o investidor precisa ver sua carteira como um negócio que precisa se manter constantemente em aprimoramento.

Por isso, a utilização de ferramentas, como aplicativos e planilhas pode ser crucial para se ter retorno de determinado investimento ou mesmo controlar os aportes de forma mais efetiva, identificando quando aprimorar o conhecimento, os retornos obtidos ou mesmo a mudança de estratégias aplicadas na plataforma de venda/compra de ações, por exemplo. 

Tipos de investimento

Existem, basicamente, dois tipos de investimentos: os de renda fixa e os de renda variável.

A primeira consiste em um título público ou privado, que dentre os modelos, podem agir como um tipo de empréstimo para a instituição aplicar, que, em troca, apresenta um retorno baseado em taxas de rendimento que podem ser prefixadas ou com base em um indicador definido no momento da compra.

Com isso, ela apresenta rentabilidade fixa ou pré-determinada/estipulada, que haverá recebimento até a data de vencimento. 

Os investimentos de renda fixa são: 

  • Tesouro Direto;
  • CDB;
  • LCI/LCA;
  • CRI/CRA;
  • LC;
  • Debêntures;
  • Fundos de Investimentos.

Já a renda variável corresponde aos investimentos na bolsa de valores, portanto, não se tem um rendimento fixo ou garantido, é preciso acompanhar as flutuações para entender o melhor momento de compra e venda das ações.

Contudo, as movimentações podem ser divididas em curto, médio e longo prazo, como day trade, swing trade ou position trade. 

Nesse caso, o investidor precisa ter um conhecimento mais aprofundado sobre o setor que aplica, para entender as flutuações e identificar os melhores de venda.

Afinal, o histórico de retorno e avanço de um produto não garante, efetivamente, uma rentabilidade futura. Isso porque o mercado está sujeito a variações todos os dias conforme fatores internos e externos, como ações políticas e variação nas relações de negócio.

Assim, é preciso ter em mente que são vários os fatores que influenciam na bolsa: momento político, notícias veiculadas na mídia, balanços das companhias e mercado externo. 

Todos esses são fatores que não há como prever com total segurança, mas tem formas de estudar e aplicar de forma consciente para que ganhos e perdas sejam considerados e estipulados, garantindo sucesso nas transações.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Top News Tech, site voltado para a veiculação de conteúdos relevantes para empresas e para estratégias que contribuem para o desenvolvimento do negócio.

Posts relacionados

Deixe um comentário