análise fundamentalista

Análise fundamentalista e análise técnica de ações: entenda a diferença

Quem atua no mercado financeiro sabe que o conhecimento sobre os ativos é fundamental e, por isso, há diversas ferramentas para ajudar os traders a tomarem decisões. Para avaliar o desempenho da companhia e como isso afeta um possível investimento, as principais ferramentas são as análises técnica e fundamentalista.

A técnica se refere ao estudo dos padrões de preços e do volume de ativos negociado. A fundamentalista avalia a empresa como um todo, isto é, foca em seu balanço patrimonial, resultados financeiros, seu valor de mercado, a conjuntura econômica nacional e internacional e como se comporta o setor em que a empresa atua.

Quer saber como esses estudos podem te ajudar a ter um melhor desempenho na Bolsa de Valores? Explicaremos melhor a seguir. Vamos lá?

Análise fundamentalista

É uma ferramenta que estuda os fundamentos da empresa e, assim, do ativo investido. A análise fundamentalista busca realizar um diagnóstico sobre:

  • como está a saúde financeira da empresa;
  • o seu valor de mercado;
  • se ela está tendo lucros;
  • se está endividada;
  • se está procurando investir para crescer;
  • se está melhor do que seus concorrentes.

Enfim, tudo que mostre que a empresa está bem no mercado e que pode gerar bons retornos para o trader. A análise também pode ser qualitativa: como está a governança ou o caráter dos diretores dessa companhia; ou como é reconhecida no mercado brasileiro ou internacional, se houver esta atuação.

Neste último aspecto, as notícias também podem ser bastante úteis para obter essas respostas. Quanto mais informações souber sobre a empresa, melhor para o investidor decidir onde direcionar os seus recursos.

Análise técnica

Está relacionada a avaliar tudo o que diz respeito ao comportamento do preço do ativo: como identificar uma tendência de alta, baixa ou estabilidade. Afinal, no gráfico, é possível verificar se há dificuldades para o preço subir (qual é a resistência do ativo) ou para o preço cair (qual é o suporte do ativo). Além disso, os analistas também estudam a formação dos topos (após uma tendência de alta) e dos fundos (formados após a tendência de queda). 

Por meio dessa análise é que são identificadas possíveis oportunidades de negociação de ativos, isto é, o estudo fornece evidências que corroboram para a melhor estratégia a ser utilizada na Bolsa de Valores. Por exemplo: pode-se comprar um ativo ao identificar tendência de alta ou vender uma ação que tende a cair antes que o valor de fato caia.

Por avaliar oportunidades em um determinado momento, a análise técnica é muito utilizada nas operações de day trade nos mercados de ações e futuro, em que a negociação começa e termina no mesmo dia. Por isso, a análise técnica costuma ser utilizada para operações de curto e médio prazo. 

Velocidade na análise

Neste ponto a análise gráfica também se diferencia bastante da análise fundamentalista, já que no day trade, analisar o que a empresa mostrou de lucro em um determinado trimestre pode não importar naquele exato momento da negociação. Além do fato que é mais rápido avaliar por gráficos do que esperar uma empresa divulgar seu balanço financeiro para ver se vale a pena comprar ou vender uma ação. As vantagens desse tipo de análise são:

  • não precisar acompanhar movimentos externos para sua tomada de decisão;
  • aponta uma tendência tanto de um período de minutos quanto de anos;
  • facilidade de trabalhar tanto com ações como qualquer outro ativo, contanto que a liquidez seja alta. 

Para trabalhar com a análise técnica, é preciso acessar softwares próprios que permitam acompanhar as cotações em tempo real, fornecer o histórico de preços das ações e indicadores de análise técnica, com facilidade de uso e suporte técnico. Eles estão disponíveis na Internet ou podem ser indicados pela sua corretora de valores. 

Qual é a melhor análise para se utilizar na Bolsa?

Tudo vai depender da sua estratégia. Quando pretende obter lucro? No curto, médio ou longo prazos?

Ao responder a essa questão, fica mais claro se utilizará somente uma ou as duas análises ao mesmo tempo. Isso porque, como mencionamos, para operações de day trade, a análise técnica pode ser uma boa opção. Já para operações mais duradouras, contar apenas com esse tipo de análise pode dificultar a identificação de tendências de longo prazo. Por isso, levar em conta a fundamentalista é uma boa alternativa. 

De qualquer forma, você pode contar com uma ajuda profissional para essa escolha. A Vexter é uma plataforma onde você pode conversar, por meio de chat, com outros traders ou especialistas em Bolsa de Valores e tirar todas suas dúvidas. Cadastre-se em nossa plataforma gratuitamente! 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.