aprender a investir

5 dicas para escolher um curso para aprender a investir

Falar em investimento pode nos remeter imediatamente a potencial de ganho financeiro. Entretanto, é importante ter em mente que nenhuma modalidade de investimento é isenta de riscos – nem mesmo os títulos de renda fixa. 

Por isso, aprender a investir corretamente o seu dinheiro irá trazer diversos benefícios a curto, médio e longo prazo. Em linhas gerais, antes de tomar qualquer decisão, é importante que você conheça bem o seu perfil de investidor e defina os seus objetivos, afinal, existem diversas modalidades de investimento disponíveis no mercado.

O que fará diferença para o seu aprendizado, portanto, é encontrar o que melhor se adequa ao seu perfil. Continue a leitura e não deixe de anotar as dicas que vamos trazer para você!

1- Se encontre no mundo dos investimentos

Antes de qualquer coisa, entender qual o seu perfil de investidor é o primeiro passo para conseguir guiar os seus estudos sobre investimento da melhor forma. Afinal, é importante que você tenha algumas informações que vão te dar um ponto de partida para começar a investir e a decidir qual o melhor curso para você. 

O seu perfil de investidor está ligado diretamente ao tipo de investimento que você vai operar, o que consequentemente afeta a área de estudos que você vai escolher. Para te ajudar um pouco nessa análise, listamos os principais perfis de investidor e explicamos um pouco quais são as modalidades indicadas para cada um deles:

  • Conservador: por prezar pela segurança e previsibilidade, normalmente a carteira de investimento desse perfil é composta por ativos ou fundos de renda fixa.
  • Moderado: aqui, o investidor arrisca um pouco mais que o conservador, então sua carteira pode incluir ativos que buscam mais rentabilidade (como fundos imobiliários e ações) mas a maioria dos seus investimentos está alocada em fundos de renda fixa.
  • Arrojado: esse perfil, também conhecido como agressivo, preza pela rentabilidade e está disposto a correr mais riscos. Por isso, sua carteira normalmente é composta por ativos de renda variável, como ações, fundos imobiliários e commodities.

Com essas informações, você consegue ter um norte de que tipo de curso procurar, seja focado em renda fixa ou variável.

2- Conheça os tipos de curso de investimentos

Como já falamos, existem tipos de operações diferentes para cada perfil de investidor. E quando se trata de cursos para aprender a investir, não poderia ser diferente.

Renda fixa

Normalmente, os cursos de Renda Fixa são voltados ao entendimento de como começar a investir, a analisar a liquidez dos ativos e também a analisar a rentabilidade dos investimentos. Alguns cursos voltados para essa área podem ensinar a investir em:

  • Tesouro Direto;
  • Letras de Crédito Imobiliário;
  • Debêntures;
  • Letra de Crédito do Agronegócio.

Renda variável

Para essa categoria os destaques são aqueles cursos que oferecem formação para você se tornar um trader. São ideais para aprender a investir em:

  • Day Trade;
  • Scalping Trade;
  • Swing Trade;
  • Position Trade;
  • Buy’n’hold.

Análises

Essa é uma categoria ligeiramente associada aos investimentos em renda variável. Aqui,os cursos são mais focados em formar analistas de mercado, além de auxiliar os traders a ter uma maior independência na hora de investir. Aqui vão alguns tipos de análises que podem ser ensinadas nesses cursos:

  • Análise técnica;
  • Análise gráfica;
  • Análise fundamentalista.

3- Busque mais informações sobre o curso

Existem inúmeros cursos disponíveis para aprender a investir, desde cursos gratuitos aos pagos. Mas isso não quer dizer que todos eles são ideais para você. 

É importante, antes de fazer a decisão de compra, pesquisar por indicações e recomendações de bons cursos sobre a área que você deseja estudar. Essas pesquisas são extremamente importantes para conseguir alinhar as suas expectativas com aquilo que você realmente vai receber. Afinal, você consegue informações valiosas sobre o curso por meio de pessoas que já fizeram aquele curso e recomendam.

Além disso, se encontrou um curso por conta própria e acredita que ele seja uma boa opção, é interessante que você pesquise na internet por resenhas e opiniões a respeito dele. Dessa forma, você consegue ter mais noção da qualidade do curso, quais são os resultados de quem já consumiu o curso e também se eles entregam aquilo que prometem. 

4- Cursos práticos

Essa dica serve principalmente para você que não tem experiência nenhuma em investir. Aprender a teoria é muito importante, pois sem ela você não tem uma base para entender o que acontece no mundo dos investimentos. 

Mas nem só de teoria vive o investidor! Cursos que te dão uma base prática são de grande valia para te auxiliar a colocar a mão na massa e ter bons resultados. Quando pesquisar por cursos de investimento, dê prioridade para aqueles que ensinam como aplicar a teoria na prática.

5- Persista

Aprender a investir exige estudo, prática e, principalmente, persistência. É comum pensar que quem está entrando no mercado financeiro deva investir seu patrimônio nas modalidades conservadoras para, só depois, começar a investir na Bolsa de Valores. 

Mas isso nem sempre é verdade. Conhecendo o seu perfil, seus objetivos e a sua disponibilidade, você pode explorar melhor o mercado e investir corretamente – e com focos bem direcionados – em qualquer modalidade, inclusive em renda variável.

Se você visa operar na Bolsa de Valores, a Vexter tem as melhores soluções para você. Que tal conhecer os nossos cursos de investimento? Em nossa plataforma, você pode escolher o que mais se adequa ao seu perfil para aprender a investir com mais confiança. Não deixe de conferir!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.