Bovespa

Bovespa: o que é?

É provável que você já tenha ligado no noticiário e visto os âncoras dos jornais anunciando a queda do Índice Bovespa com grande preocupação. Ou o contrário, anunciando que o Ibovespa superou as expectativas, demonstrando bons sinais para o futuro da economia. 

Não fique assustado caso você já tenha passado por essa experiência e tido dúvidas sobre o significado da expressão “Ibovespa”. A verdade é que o conceito pode ser confuso para várias pessoas que estão pouco familiarizadas com o mercado financeiro. 

Quer entender de vez o que é, como é calculado e como investir corretamente no Índice Bovespa? Compilamos um conteúdo rico que explica tudo sobre esse assunto. Confira abaixo! 

O que é o Ibovespa?

Para entender o Ibovespa, é importante conhecer a história por trás da B3 (Bolsa, Brasil, Balcão). Resumidamente, a Bolsa de Valores do Brasil já teve vários nomes, composições e nomenclaturas. 

A atual B3 é a formação mais recente e foi composta pela fusão de três empresas: a BM&F, a Bovespa e a CETIP. Podemos então afirmar que os termos Bovespa e B3 caminham juntos, afinal, a Bovespa é uma das três empresas que, após fundirem, originaram a Bolsa brasileira como a conhecemos. Apesar dessa fusão, existe contudo uma distinção importante entre os termos Bovespa e Ibovespa e, por isso, os dois nomes não podem ser confundidos.

Entenda o Índice Bovespa

Índice Bovespa ou Ibovespa, como é mais conhecido, é um dos dados mais importantes da economia brasileira. Ele é o responsável por expressar o desempenho médio das principais ações negociadas na Bolsa de Valores (B3). Basicamente, ele é um termômetro que mede o desempenho das ações principais e com maior negociabilidade disponíveis para compra e venda no mercado nacional. 

Além disso, mensura o andamento da economia, pois evidencia as expectativas do mercado para o futuro. De forma resumida, a distinção entre os dois termos é: 

  • Bovespa = uma das empresas que originou a B3 e termo comumente utilizado no vocabulário popular na hora de falar sobre a Bolsa de Valores Brasileira. 
  • Ibovespa = Índice da Bolsa de São Paulo, responsável por acompanhar as principais empresas nacionais que compõem a Bolsa de Valores. Ele é o maior e mais importante termômetro de desempenho das ações nacionais.

Como é feito o cálculo do Ibovespa?

O Ibovespa é calculado em pontos diários e leva em conta as principais ações do mercado brasileiro. Ações essas que compõe, pelo menos, cerca de 80% das negociações na B3

O que se mede nesse cálculo é o peso em que a ação (ou o papel) tem na carteira teórica do Ibovespa e a valorização dessa ação no dia. Os dois valores são multiplicados (peso x valorização diária) para todas as principais ações brasileiras e do resultado dessa multiplicação sai o número de pontos totais do Ibovespa. 

Observação: a relação entre os pontos e a moeda é simples, cada ponto equivale a 1 real para aquela carteira teórica de ações. 

Quais e quantas são as ações do índice bovespa?

O número de empresas no Ibovespa não é fixo. O índice possui uma carteira que muda mais ou menos a cada 4 meses mediante uma avaliação estratégica da evolução dos números e volume de negociações das ações de cada empresa. 

A lista da Carteira teórica do Ibovespa está em constante atualização no site oficial da B3 e pode ser acompanhada sempre que necessário pelos investidores. Normalmente, as ações que compõem a carteira são as de grande empresas brasileiras ou de multinacionais atuantes no país, como por exemplo: 

  • ABEV3 (Ambev);
  • ITSA4 (Banco Itaú);
  • PETR3 (Petrobras);
  • CRFB3 (Carrefour);
  • MGLU3 (Magazine Luiza);
  • VALE3 (Vale S.A);
  • e várias outras.

Como investir na B3

A Bolsa de Valores cresce cada vez mais. Segundo a Folha de São Paulo, foram 32% de crescimento no número de investidores apenas em 2019. 

Esse aumento massivo no número de novos investidores se dá pelas facilidades tecnológicas na hora de investir e pela necessidade do brasileiro de diversificar a carteira na tentativa de aumentar os seus ganhos. 

Agora principalmente, com a Selic em patamares históricos baixos, a renda variável se mostra uma alternativa atrativa. O que poucos sabem é que nem só de compra e venda simples de ações é composto o mercado da renda variável. 

Dentro da B3, é possível operar contratos futuros, como o mini índice e o mini dólar. Saiba mais sobre o mini índice no vídeo que fizemos sobre o assunto:

Passo a passo para operar

  1. Crie um conta em uma corretora; 
  2. Se familiarize com a plataforma de investimentos por meio de simuladores e/ou investindo menores quantias até ter certo controle sobre as operações; 
  3. Quando criar certa confiança, comece a enviar ordens maiores de compra e venda de papéis. 

Para saber tudo sobre o mercado, leia também o guia de Como investir na Bolsa de Valores. E para se tornar um investidor com maiores chances sucesso, acompanhe o Ibov para usar as oscilações da economia ao seu favor. Com uma carteira sólida, a renda variável pode ser a porta de entrada para a tão desejada independência financeira. E, para começar, nada melhor do que a prática! Cadastre se na Vexter para explorar o simulador de compra e venda de ações do Bovespa.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.