cotação do boi gordo cotação do boi gordo

Cotação do boi gordo: quanto custa investir na commodity

7 minutos para ler

Que a agropecuária no Brasil é um setor muito forte, todo mundo sabe. Mas você já imaginou investir no setor sem ter uma fazenda? Acompanhar a cotação do boi gordo é uma maneira de entender melhor como funciona essa commodity.

Os contratos futuros de boi gordo são derivativos negociados na Bolsa de Valores e que podem ajudar a expandir a sua renda. Quer entender melhor como funciona? Siga conosco!

O que é boi gordo?

O Boi Gordo é, hoje, uma das principais commodities brasileiras – já que o nosso país é um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo. Atualmente, é possível negociar um ativo financeiro conhecido como o futuro de boi gordo.

Ele é negociado por meio da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&FBovespa) da B3 e é usado como uma forma de gerenciamento de risco sobre as oscilações de preços dessa commodity e também para quem deseja especular no setor.

Os contratos futuros de boi gordo são, basicamente, acordos de compra e venda de arrobas do animal, em uma data futura, com um preço pré-acordado no momento da negociação.

Quem negocia o ativo no mercado futuro deseja se proteger das oscilações de preços, determinando, no momento da negociação, o valor, por meio do mercado futuro. É válido destacar que o comprador não precisa adquirir os animais, da mesma forma que o vendedor não terá que entregá-los.

Funcionamento do futuro de boi gordo

O que se negocia é o preço da arroba de uma data futura. Assim, o contrato refere-se à carcaça do bovino macho, castrado e bem acabado, criado em confinamento ou em pasto, com 16 arrobas líquidas ou mais de carcaça e, no máximo, 42 meses de idade.

Cada contrato equivale a uma negociação de 330 arrobas líquidas (cada arroba líquida equivale a 15 kg).

Os preços do futuro de boi gordo variam de acordo com as oscilações do mercado físico e com a proximidade do vencimento do contrato (que acontece todos os meses). O principal índice de referência da cotação do boi gordo é o indicador agropecuário Boi Gordo Esalq BM&FBovespa.

Mesmo quem não trabalha com criação de bovinos pode se aventurar no mercado futuro de boi gordo. Nesse caso, você poderá comprar e vender contratos futuros com a intenção de especular, comprando caso acredite que o preço do boi irá subir e vendendo se achar que o preço irá cair.

Por que investir em boi gordo futuro?

Investir em boi gordo futuro tem muitas vantagens, como:

  • mercado costuma seguir longas tendências (volatilidade pequena);
  • é considerado um dos mercados que mais proporciona alavancagem para o investidor, ou seja, é possível movimentar grandes volumes financeiros sem ter todo o aporte financeiro depositado em conta;
  • costuma respeitar pontos gráficos de preços praticados em pregões anteriores, o que facilita o uso de indicadores da análise gráfica;
  • oferecem proteção para o investidor contra as oscilações indesejadas nos preços da commodity em uma data futura.

Qual a cotação do boi gordo?

A cotação do boi gordo varia dependendo do dia, do índice usado e da região. No momento em que escrevemos este conteúdo, a cotação era de R$ 285,20, de acordo com o indicador do Boi Gordo Esalq/B3.

A variação de cotação do boi gordo, contudo, não é difícil de entender. Basicamente quando há muita oferta e baixa demanda, os preços tendem a cair e quando há muita demanda e pouca oferta, os preços sobem, seguindo a lógica do mercado.

Então, se você está pretendendo especular nesse mercado, é importante ficar de olho nas notícias do setor agropecuário. Quando há um aumento nas exportações para outros países, por exemplo, os preços da carne disparam, tanto no mercado nacional (que sofre com o rareamento do produto), como no mercado internacional (que costuma aceitar pagar preços mais altos).

Quando os preços estão muito elevados, é normal que a alta seja seguida de uma tendência de queda, pois os consumidores e toda a cadeia procuram por outros produtos com valores mais justos.

Variação de preço por região

A cotação do boi gordo, como explicamos, também tem variações importantes de região para região do país. Isso acontece porque, por exemplo, uma região pode ter uma disponibilidade maior de boiadas para o abate, enquanto outra pode ter maior ou menor demanda de exportadores.

Como investir nessa commodity?

Os contratos de boi gordo futuro são negociados na Bolsa de Valores como outros tipos de ativos e por meios eletrônicos coordenados pela Plataforma Unificada Multiativos (PUMA).

É possível negociar usando uma plataforma gráfica de negociação, home broker ou até mesmo pelo celular.

Esse é um ativo de renda variável e, portanto, ele é indicado para investidores que estejam dispostos a correr riscos e também para quem esteja realizando hedge, ou seja, usando o mercado futuro como forma de proteger seu negócio de gado, sendo o objetivo principal, neste caso, lucrar pelo boi e não pela especulação.

Códigos

Os contratos de boi gordo têm a seguinte estrutura: letras BGI seguidas de uma letra que corresponde a um mês e seguidas de dois dígitos que correspondem ao ano.

Por exemplo, o contato BGIZ21 indica que o vencimento do contrato futuro será em dezembro de 2021.

As letras e os meses correspondentes são:

  • janeiro: F;
  • fevereiro: G;
  • março: H;
  • abril: J;
  • maio: K;
  • junho: M;
  • julho: N;
  • agosto: Q;
  • setembro: U;
  • outubro: V;
  • novembro: X;
  • dezembro: Z.

Vencimento e liquidação

Assim que um contrato vence, as posições são fechadas por meio de liquidação financeira e embora o derivativo esteja ligado à commodity de boi gordo, como explicamos, as trocas são feitas em dinheiro. Os contratos vencem sempre no último dia do mês correspondente.

Custos e taxas

Como toda negociação na Bolsa, a de boi gordo futuro também incorre em taxas. As principais são:

  • bolsa de valores: porcentagem sobre o montante financeiro negociado que diz respeito ao registro do negócio e à liquidação;
  • corretora: taxa de corretagem, cobrada, geralmente, por contrato negociado e taxa de custódia, referente à manutenção do seu contrato pela corretora. Algumas corretoras não cobram a taxa de custódia;
  •  imposto de renda: incide sobre qualquer lucro e deve ser pago no mês subsequente ao que foi auferido o lucro. A alíquota é de 20% sobre lucros em day trade (que começam e terminam no mesmo pregão) e de 15% para operações com mais de 1 dia de duração;
  • imposto sobre serviços (ISS): 5% sobre o preço da corretagem e pago à Prefeitura de São Paulo, onde está situada a bolsa de valores.

Como negociar

Ficou interessado e deseja começar a negociar boi gordo futuro? O processo é simples:

  • primeiro é preciso abrir uma conta em uma corretora de valores;
  • depois, você terá que depositar dinheiro via TED a partir de uma conta bancária sob o mesmo CPF que você abriu a conta na corretora;
  • em seguida, é só começar a comprar e a vender os contratos futuros de boi gordo.

É claro que, para conseguir lucrar, é fundamental estudar muito bem o mercado, acompanhar a cotação do boi gordo, entender as oscilações da economia que influenciam no setor e também ficar por dentro das principais notícias da agropecuária, tanto no Brasil como no exterior.

Além disso, avalie muito bem o seu perfil de investidor e tenha certeza de que essa commodity é interessante para seus objetivos e que você está de acordo com os riscos possíveis da operação.

Agora você já sabe tudo sobre cotação do boi gordo e como operar neste mercado futuro? Ajude seus amigos investidores: compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe um comentário