investimento bitcoin investimento bitcoin

Investimento em Bitcoin vale a pena?

6 minutos para ler

Entre novembro e dezembro de 2021, o Bitcoin sofreu uma grande oscilação em seu valor de mercado – movimento que veio a assustar alguns investidores inexperientes. Após atingir uma máxima histórica de US$ 67 mil, a criptomoeda mais famosa do mundo chegou a perder 20% de seu valor de mercado, com seu preço batendo na casa dos US$ 47 mil.

Embora não seja tão novo no mercado financeiro, o Bitcoin tem atraído cada vez mais novos investidores – interessados em alta rentabilidade, liquidez e autonomia. Ao mesmo tempo, ainda há muita gente que, desconhecendo seu funcionamento, deixa de comprar a criptomoeda por medo de suas oscilações.

Especialistas apontam, no entanto, que mesmo estando mais reativo aos movimentos do mercado tradicional, o Bitcoin possui bom potencial de retorno. Nesse contexto, é normal que surjam dúvidas sobre o ativo, sobre como investir e o que fazer para minimizar seus riscos. Fique tranquilo que hoje nós vamos te explicar tudo isso para que você invista com mais confiança. Basta seguir a leitura!

Histórico de valorização do Bitcoin

O Bitcoin é uma moeda totalmente digital, criada em 2008, que só existe dentro de um banco de dados compartilhado e criptografado – chamado blockchain. As transações podem ser feitas para qualquer pessoa de forma autônoma, a qualquer hora do dia, e em qualquer lugar do mundo.

Quando lançado, valia menos de 1 dólar – e o maior preço que atingiu no ano de 2010 foi de apenas U$ 0,39. No entanto, devido à sua alta volatilidade, a criptomoeda reuniu ao longo dos últimos anos significativas valorizações – bem como quedas históricas.  

Acumulando uma valorização frente ao dólar de mais de 13.000%, o bitcoin voltou a ser o ativo de melhor performance para os investidores brasileiros em fevereiro de 2022, mesmo estando ainda 36% abaixo de sua alta histórica.

Na data de consulta para esta matéria, 1 Bitcoin (BTC) estava valendo R$ 208.942,58, ou U$ 42.544,10. 

Veja, no gráfico abaixo, as variações do Bitcoin:

Empresas nas quais é possível comprar com Bitcoin

Infelizmente, ainda são poucas as lojas no Brasil que aceitam o pagamento de seus produtos e serviços com Bitcoin, mas já existem empresas que redirecionam o usuário para um intermediário (gateway) – que, por sua vez, recebe os criptoativos e envia o dinheiro ao vendedor.

Alguns sites (nacionais e estrangeiros) que vendem produtos e serviços aqui no Brasil e aceitam o pagamento em Bitcoin são:

  • Coinkite: comercialização de carteira física (hardware wallet);
  • Innova Host: venda de hospedagens, domínios e servidores;

Além disso, existem os gift cards (ou cartões vale-presente) que servem também para ampliar o número de lojas que aceitam a criptomoeda como pagamento – ainda que de forma indireta. Alguns exemplos são:

  • Bitpay: serviço internacional que viabiliza a comercialização de produtos no Brasil de diversas lojas, como a Amazon, Americanas.com, Centauro, Linhas aéreas Delta, Netflix, Netshoes, Spotify e Zattini.
  • Bitrefill: a plataforma oferece vale-presentes em Bitcoin das Americanas.com, C&A, Cacau Show, Carrefour, Centauro, Free Fire, Google Play, Hotels.com, iFood, McDonald’s,Netflix, Outback, Petz, Pizza Hut, Playstation Store, PUBG Mobile, Renner, Shell, TIM, Uber, Vivo, XBox, dentre outros.
  • Dundle: além dos gift cards da Amazon, Americanas.com, Google Play, iFood, iTunes Store e Uber, a Dundle também comercializa cartões pré-pagos Astropay, CASHU e Mastercard – bem como algumas lojas de games, como a Blizzard, Playstation, PSN, Riot Points.Steam e Xbox.

6 motivos para investir em Bitcoin

Investir em criptomoedas vale a pena – e o Bitcoin é, sim, considerado um investimento rentável para quem possui perfil de investidor adequado.

Devido ao fato de ainda não ter se estabelecido como base de sistemas de pagamento, sua volatilidade é bem alta – ainda assim, sua valorização em qualquer janela de prazo é superior ao ouro, aos imóveis e às ações de empresas sediadas nos Estados Unidos.

Logo abaixo, você confere mais alguns motivos para investir nessa criptomoeda:

  1. O Bitcoin é um dos ativos que mais se valoriza no mercado

Não é por acaso que o número de usuários nas exchanges segue crescendo a cada ano. Além disso, ele é a primeira moeda virtual da história, sendo precursor na economia digital.

  1. É uma moeda virtual escassa

Bitcoin possui um limite máximo de 21 milhões de unidades a serem mineradas, portanto, é um ativo finito, assim como o ouro. Isso quer dizer que, devido à sua oferta limitada (que leva à sua valorização), ele é visto, hoje, como um bom mecanismo de proteção contra a inflação.

  1. As transações são seguras

Por serem protegidas por criptografia, as transações com criptomoedas são extremamente seguras, transparentes e auditáveis – ainda que os usuários não sejam identificados no blockchain. Isso impossibilita um ataque hacker e dificulta o controle e a censura das transações.

  1. A rede é descentralizada

O funcionamento seguro e autônomo da plataforma, que ocorre de forma independente de instituições financeiras e do Banco Central, trouxe credibilidade ao Bitcoin e vem mudando, cada vez mais, a forma com a qual interagimos com a internet, a economia e a sociedade. Algumas estimativas indicam que entre 100 milhões e 120 milhões de pessoas ao redor do mundo têm pelo menos 1 satoshi, que representa a menor unidade negociável do Bitcoin.

  1. Não depende da internet

A rede pode ser acessada por satélite, rádio, SMS, dentre outros – e os usuários podem armazenar suas senhas (seeds) em carteiras físicas.

  1. Pode ser uma reserva de valor

A entrada cada vez maior de instituições financeiras e investidores no mundo dos Bitcoins vem potencializando a adoção da criptomoeda como reserva de valor. Devido à alta volatilidade, o Bitcoin não chega a ser interessante no curto prazo, no entanto, tem sido considerado uma ótima reserva de valor no longo prazo: basta observarmos uma janela de dois anos consecutivos que veremos que os retornos foram realmente muito altos. Além disso, especialistas apontam a tendência de que o Bitcoin venha a manter sua cotação em alta a longo prazo.

A essa altura, você já deve ter chegado à conclusão de que investir em Bitcoins pode ser muito interessante. É importante lembrar, no entanto, que ele não é para todo mundo – pois não são todos os perfis de investidores que possuem tolerância aos altos riscos desse tipo de investimento.

Pronto para começar a colocar a mão na massa? Conte para a gente se você já investe ou pretende investir em Bitcoins deixando um comentário aqui no blog!

Posts relacionados

Deixe um comentário