As 10 maiores empresas do Brasil listadas na Bolsa de Valores

7 minutos para ler

Anteriormente conhecida como Bovespa, a atual B3 – Brasil, Bolsa Balcão – é a Bolsa de Valores brasileira (e a única, até o momento). Por meio dela, mais de 400 companhias brasileiras – e mais de 100 instituições estrangeiras – comercializam seus papéis diariamente.

Essas companhias se dividem em duas categorias: as que ainda não realizaram seu IPO, portanto, não negociam abertamente no mercado (e sim no mercado de balcão); e as que já estão listadas e registradas oficialmente na B3.

Se você deseja conhecer um pouco mais sobre as maiores empresas do Brasil listadas na Bolsa de Valores*, esse artigo é para você. Classificamos as 10 maiores – em ordem decrescente – por valor de mercado. Continue a leitura!  

As 10 maiores empresas do Brasil com capital aberto

10. Magazine Luiza (MGLU3)

Fundada em 1957, na cidade de Franca (SP), o Magazine Luiza é uma gigante do varejo que atua com lojas físicas e no e-commerce – e também é proprietária das plataformas Netshoes (que adquiriu em 2019, no valor de US$ 115 milhões), Shoestock e Zattini.

A companhia realizou seu IPO (initial public offering) na B3 em 2011, e, desde 2015, vem atuando fortemente no mercado do comércio digital, se tornando uma das maiores empresas do Brasil. O Magazine Luiza, também conhecido por Magalu, possui ações ordinárias (MGLU3) e está listado no mercado fracionado (MGLU3F) da Bolsa de Valores.

Valor de mercado: R$ 137.452.302,84.

9. Rede D’or (RDOR3)

Dona da maior rede de hospitais privados do Brasil, a Rede D’or possui, hoje, 51 unidades próprias. A companhia atua fortemente no segmento de clínicas oncológicas – mas também possui uma grande parte de seus negócios voltada para laboratórios de imagem e análises clínicas.

Durante 10 anos, entre 2009 e 2019, a Rede D’or empresa viu seu Ebitda subir 42% e chegar a R$ 3,68 bilhões, acumulando receitas líquidas no valor de R$ 13,3 bilhões.

Um ano depois, em 2020, realizou a abertura de seu capital na B3, comercializando R$ 11,39 bilhões – um dos maiores IPO’s da Bolsa de Valores até hoje.

Valor de mercado: R$ 138.775.644,71

8. Weg (WEGE3)

A Weg foi fundada em 1961 e, até hoje, se destaca no setor de geração de energia eólica e solar fotovoltaica. Responsável pela produção de equipamentos eletro-eletrônicos industriais, equipamentos para geração e transmissão de energia e motores para uso doméstico, a multinacional opera em mais de 30 países.

A companhia está registrada na B3 com ações ordinárias (WEGE3), e também está presente no mercado fracionado (WEGE3F).

Valor de mercado: R$ 141.407.643,35

7. BTGP Banco btg pactual (BPAC11)

Com sede no Brasil e presente em diversos países da América Latina, Estados Unidos, Reino Unido, Luxemburgo e Hong Kong, o BTG Pactual SA é um banco com atuação voltada, prioritariamente, para a gestão de investimentos – mas não se restringe apenas a esse segmento: oferece também diversos outros produtos financeiros, como empréstimos corporativos, serviços de corretagem, gerenciamento de ativos e patrimônio, serviços bancários comerciais e de consumo, e investimentos imobiliários.

 Valor de mercado: R$ 145.580.872,07

6. Santander (SANB11)

Terceiro maior banco privado do mercado nacional, o Santander Brasil atua com foco no varejo, mas também possui negócios relacionados ao atacado no mercado internacional.

O banco foi fundado na Espanha em 1857, mas só chegou ao Brasil cem anos depois. Em 2000, o Grupo Santander comprou o banco Banespa, e, em 2008, o Santander Spain tomou a frente da companhia.

Um ano depois, em 2009, o Santander realizou seu IPO na Bolsa de Valores, negociando units (SANB11), ações ordinárias (SANB3) e preferenciais (SANB4). Além disso, também atua no mercado fracionário (SANB11F, SANB3F, SANB4F).

Valor de mercado: R$ 152.381.956,14

 5. Bradesco (BBDC4)

O Bradesco é o segundo maior banco privado do Brasil, e detém, hoje, mais de 70 milhões de clientes, aproximadamente 4,6 mil agências e cerca de 99 mil funcionários.

A instituição possui uma trajetória marcada por grandes incorporações. Dentre elas, destaca-se a aquisição do HSBC Bank no Brasil, por R$ 16 bilhões, em 2016: com a operação, os ativos do Bradesco chegaram a R$ 1,277 trilhão.

Baixar simulador de investimentos na bolsa de forma gratuita

O Bradesco está listado na B3 com ações ordinárias (BBDC3) e preferenciais (BBDC4) – que, juntas, representam cerca de 10% da composição total do índice.

Valor de mercado: R$ 231.222.775,70

4. Ambev (ABEV3)

Certamente, você conhece a Ambev – a maior cervejaria da América Latina. Líder na Argentina, Bolívia, Canadá, Paraguai e Uruguai, e presente em 18 países das Américas, incluindo o Brasil, possui papéis na B3 e na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

Marcas como Antarctica, Brahma, Budweiser, Fusion, Guaraná Antarctica, PepsiCo e Skol fazem parte da companhia, que tem atuado bastante na ampliação de seu portfólio, visando contornar os impactos trazidos pelo cenário econômico atual.

Ainda assim, a Ambev (ABEV3) é tida como uma das maiores empresas de capital aberto do Brasil.

Valor de mercado: R$ 268.673.740,47

3. Itaú Unibanco (ITUB4)

O Itaú Unibanco é considerado a maior instituição financeira do Brasil, de acordo com o Banco Central. Atua no varejo e atacado, e possui 95 anos de história.

A companhia foi fundada em 1924, como Casa Moreira Salles, que mais tarde se tornou Unibanco; em 1943, houve a fundação do Banco Itaú. Hoje, o Itaú Unibanco conta com mais de 4.700 agências e está presente em diversos países das Américas, Ásia, Europa e Oriente Médio.

A instituição também está listada na B3 com ações preferenciais (ITUB4) e ordinárias (ITUB3), além de presente no mercado fracionado (ITUB4F e ITUB3F).

Valor de mercado: R$ 276.990.864,87

2. Petrobrás (PETR4)

Por quatro décadas, desde a sua criação, a Petrobras monopolizou a pesquisa, o refino e o transporte de petróleo no Brasil. Fundada em 1953, perdeu seu monopólio em 1997, quando outras empresas sediadas no Brasil passaram a atuar no segmento.

Até hoje, no entanto, a companhia de economia mista ainda mantém controle majoritário na cadeia produtiva de combustíveis, e é considerada uma das mais importantes do setor energético mundial.

De 2013 a 2018, a Petrobras acumulou perdas de mais de R$ 70 bilhões em decorrência dos escândalos de corrupção apontados pela Operação Lava Jato.

Atualmente, é a segunda maior empresa em valor de mercado listada na B3, com ações ordinárias (PETR3, PBR e  ADR) e preferenciais (PETR4, PBR/A-ADR). Além disso, também negocia seus papéis no mercado fracionário e nas bolsas de Nova Iorque, Madri e Buenos Aires..

Valor de mercado: R$ 390.300.055,214

1. Vale (VALE3)

A número um da lista de empresas com maior valor de mercado atualmente é a Vale, uma gigante brasileira que atua no segmento de mineração, logística, energia e siderurgia.

Foi criada como estatal em 1942, como Companhia Vale do Rio Doce, e somente dez anos após a sua privatização, em 1997, teve seu nome alterado para Vale S.A.

Entre 2000 e 2006, a empresa realizou diversas aquisições, chegando ao posto de 31ª maior companhia do mundo. No ano de 2015, no entanto, com o rompimento de uma barragem controlada pela Samarco, viu suas ações caírem cerca de 23% – fato que se repetiu em 2019, dessa vez, com o rompimento de uma barragem da própria empresa, na cidade de Brumadinho (MG).

À época, a companhia chegou a perder R$ 72 bilhões em valor de mercado. Hoje, lidera o ranking da B3, com ações ordinárias (VALE3) e fracionárias (VALE3F).

Valor de mercado: R$ 598.466.767,70

Você conheceu as 10 maiores empresas do Brasil, mas o universo dos investimentos não para por aqui. A B3 possui uma extensa lista de companhias listadas no mercado de capitais, com perfis, características e ações diversas. Por isso, nunca deixe de pesquisar o melhor tipo de investimento para o seu perfil.

*Dados referentes à primeira semana de julho/21.

Posts relacionados

Deixe um comentário