operar vendido

Saiba como operar vendido e lucrar na queda de ações

A bolsa de valores é muito conhecida pela rentabilidade de seus ativos e, de fato, a renda variável oferece boas oportunidades de lucro. O que muita gente não sabe é que é possível ganhar dinheiro na bolsa, não só com a alta dos ativos, mas também com a sua queda, tanto no mercado futuro quanto no mercado de ações. Essa forma de investir é conhecida como operar vendido.

Se você pensava que só seria possível ganhar dinheiro com a valorização dos ativos, saiba que nós vamos derrubar este mito neste post. Afinal, a bolsa de valores oferece uma gama enorme de alternativas e operar vendido é uma delas. 

Quer aprender agora mais uma forma de ganhar dinheiro na Bolsa de valores? Saiba como operar vendido e lucrar na queda de ações!

operar vendido

O que significa operar vendido?

Se essa expressão te causou um estranhamento no primeiro momento, não se preocupe, você já vai entender direitinho o que ela significa. A operação mais comum da bolsa é comprar um ativo por um preço menor e vender por um preço maior.

Por exemplo, você compra um lote de 100 ações da Petrobras a R$20 cada e vende por R$23. Ao final da operação, você vendeu suas ações por R$300 reais a mais do que comprou e obteve lucro. Simples assim.

Porém, e se essa ação estivesse em queda e o seu preço caísse de R$20 para R$18? Será que ainda assim seria um bom negócio?

A estratégia de operar vendido

venda ambev

Também conhecida como “short” ou “venda a descoberto”, operar vendido funciona de maneira muito parecida com a situação que você acabou de ver acima, só que de maneira inversa. Se a expectativa é que o preço da ação caia, você primeiro vende a ação por R$20, para depois comprá-la a R$18 e então lucrar com a diferença de R$2,00 entre o preço de compra e o preço de venda.

Operação de Venda

Você pode estar se perguntando: como é possível vender uma ação que eu ainda não tenho? É isso que você vai ver no próximo tópico.

Como vender um ativo que eu ainda não tenho?

Você acabou de descobrir que é possível vender uma ação antes de comprá-la. Agora, entenderemos na prática como essa operação funciona.

Ao operar vendido, você não tem a propriedade da ação, ou seja, ela não é sua. Portanto, para conseguir efetuar a operação, você realizará uma espécie de aluguel do ativo. Nesse processo, existem duas pontas: o doador e o tomador.

  • Doador: o doador é o investidor que comprou ações e possui a propriedade desses papéis, ou seja, as ações pertencem a ele. É o doador quem aluga as ações para outros investidores. Seu objetivo pode ser, por exemplo, tornar-se sócio das empresas para receber dividendos, ou seja, participar dos lucros. Como o doador vai ficar com as ações por um período mais longo, ele firma um contrato com a corretora,  disponibilizando suas ações para aluguel.
  • Tomador: é quem aluga as ações do doador. Ele precisa desse ativo por um curto período de tempo, com o objetivo de utilizar os ativos para realizar operações vendidas, apostando na sua queda.

Dessa forma o doador, que não tem interesse em se desfazer das ações no momento, aluga as ações para o tomador, que pode realizar a venda a descoberto e lucrar com as ações em queda. Vale lembrar que você pode operar vendido independente do prazo, desde o day trade, que são as operações mais rápidas da bolsa, até o buy and hold (operações de longo prazo).

É importante que você entenda esses conceitos, mas não se preocupe se não entendê-los ainda. Afinal, na prática, esse processo ocorre de maneira simples. Vamos ver um exemplo?

Como funciona uma venda a descoberto (na prática)?

O primeiro passo para realizar uma venda a descoberto é acessar o Home Broker e procurar o ativo em perspectiva de queda que você pretende negociar. Neste exemplo, usaremos o home broker da Vexter.

Depois de encontrar o ativo no HB, você seleciona a opção “vender” e pode definir seu stop e objetivo, o que vai te manter no controle da estratégia.  Quando você vai operar vendido, estabelecer stop e objetivo funciona de maneira inversa às operações comuns.

Como a expectativa é que o preço caia, o objetivo de lucro deverá ser menor do que o preço de venda. Para o stop a lógica é a mesma: ele deve ser posicionado em um valor acima do valor de venda. Se você comprar a ação VIVT4 por R$42,16, o stop deve ser maior que este valor e o objetivo menor.  

Monitore a sua ordem

Home-Mercado

Após definir preço, quantidade, stop e objetivo, é só enviar ordem e pronto, sua operação foi realizada! Tudo na mesma tela do Home Broker.

Você só precisa ficar atento aos detalhes que explicamos acima. Vale destacar que, dentro da plataforma Vexter, as oportunidades de operações de venda são destacadas com uma tarja laranja. Dessa forma, o investidor poderá ver com mais facilidade as operações que tem como objetivo a valorização ou a desvalorização do ativo. 

Existem taxas para operar vendido?

Não há nenhum mistério em operar vendido. Mas é preciso se atentar a alguns detalhes, pois esse tipo de operação possui algumas diferenças quando comparada às operações comuns.

O primeiro ponto que precisa ser destacado é que, para realizar uma venda a descoberto, a Bovespa exige uma margem de garantia, que pode variar conforme a situação do ativo. Essa margem pode ser um depósito em sua conta, proporcional ao valor do ativo que você movimentou, ou um título como CDB ou Tesouro Direto.

Se você pretende alugar uma ação por mais de um dia, é preciso pagar uma taxa chamada de BTC, que é o custo do aluguel. Ela varia de acordo com a demanda pelo empréstimo do ativo. Claro que não podemos esquecer da taxa de corretagem, que é comum em todas as operações, e também dos impostos que incidem sobre as negociações.

Resumindo

Assim como em qualquer outra operação, o investidor precisa arcar com alguns custos. As taxas sempre vão existir e precisam ser levadas em consideração.

O mais importante é sempre entender a viabilidade de arcar com essas taxas, para decidir se vale a pena negociar um ativo ou não. Em uma operação de venda a descoberto, estão envolvidos os seguintes custos:

  • Taxa de corretagem;
  • Impostos;
  • BTC – Para operações de mais de um dia.

Operar vendido é como aprender a dirigir

Operar vendido é uma ótima estratégia para lucrar com a queda dos ativos negociados na bolsa de valores. Quando você entende como ela funciona, tudo se torna muito mais simples. É como aprender a dirigir um carro: no começo é comum se perder em meio a tantos detalhes, mas com a prática o processo se torna natural.

Caso você precise de ainda mais ajuda para operar vendido na prática, considere contar com a ajuda de um analista de investimentos.

Gostou de aprender sobre essa possibilidade de ganhar dinheiro na bolsa? Existem diversas estratégias que podem te ajudar a obter grandes resultados!

Ficou com alguma dúvida sobre esse tipo de operação? Deixe seu comentário abaixo ou acesse nosso post sobre bolsa de valores para aprender mais sobre esse tipo de investimento!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

6 Comentários

  1. Pessoal, o trabalho de voces é maravilhoso, simples, compacto, altamente compreensivo, sem o fator ” confusão” Parabens, e MMMMMUUUIIITOOOOOOO OBRIGADO. estou compartilhando o máximo para meus amigos.

    1. Que maravilha, Marcia! Ficamos muito felizes 🙂

  2. Estou gostando muito do trabalho de vocês e do suporte técnico que vocês oferecem para nós, eu estou recomendando o serviços de vcs para minhas amigas,parabéns!

    1. Que maravilha, Andrea! Ficamos muito felizes com o feedback 🙂

  3. Incrível!!!!!, Quanto mais leio as publicações, que são explicadas de forma fácil de se compreender, mais quero ler…. Devorei os conteúdos!
    Ótimo trabalho! Parabéns!!

    1. Ficamos muito felizes com o seu elogio, Kattia! 🙂

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.