price action

O que é Price Action?

Trading, Price Action, candlestick, análise técnica… esses são alguns dos vários termos com os quais você irá se deparar, com certa frequência, ao iniciar sua jornada no mundo dos investimentos. Mas não se preocupe: nosso papel aqui é descomplicá-los para você.

Neste artigo, vamos falar sobre uma metodologia bastante utilizada pelos investidores que adotam a análise gráfica e técnica para operar no mercado: o Price Action, ou, em tradução literal, ação do preço.

Ao acompanhar as variações dos preços, os traders identificam padrões e comportamentos dos ativos negociados – o que os auxilia na tomada de decisão.  Continue a leitura e entenda!

Como funciona o Price Action

O Price Action é um tipo de análise técnica do mercado financeiro, uma vez que se baseia na observação dos comportamentos dos preços. Por meio dela, o investidor faz uma leitura não só dos padrões gráficos – que indicam efeitos gerados no passado – mas também dos fatores que geram as variações nos preços.

Observando as causas desses padrões, os traders têm a oportunidade de se antecipar aos eventos do mercado: aí está a principal vantagem dessa ferramenta. Apesar de ser intuitiva, o investidor que visa potencializar acertos e minimizar riscos deve treinar a habilidade de reconhecer os comportamentos que se repetem.

Em resumo, como o próprio nome sugere, Price Action é a possibilidade de analisar as ações do preço de um ativo no momento da negociação com o objetivo de tomar decisões mais acertadas.

Quais são os fundamentos do Price Action?

As variações nas cotações dos preços ocorrem durante todo o pregão e desenham inúmeros e diversos movimentos no gráfico. Como sabemos, essas variações traduzem intenções do mercado baseadas em cálculos estatísticos.

Mas o que cada preço registrado significa? Conceitualmente, representa o somatório de todas as decisões de compra e venda de um ativo tomadas pelos traders. As negociações, por sua vez, dependerão do cenário político e econômico do momento em questão. Por exemplo: às vésperas de uma decisão política, com um grande volume de venda de determinado(s) ativo(s), pode-se ter as cotações em queda. Ao mesmo tempo, se uma empresa decidir recomprar suas ações, os preços desse(s) ativos(s) tenderão a subir.

É também importante saber que um dos fundamentos do Price Action é valer-se apenas dos preços na tomada de decisão: com exceção do volume das negociações, nenhum outro indicador de mercado é utilizado.

Como é a análise de gráficos no Price Action

O conjunto de negociações feitas pelos traders é registrado em gráficos, indicando as variações no comportamento das ações em dado período de tempo.

Dentre os modelos de gráficos utilizados pelo mercado – barras, linhas, ponto e figura e candlestick – o último é o que reúne informações mais criteriosas ao investidor. Formados por candles (ou velas), essas representações informam o preço na abertura, encerramento, máxima e mínima de um ativo em um determinado espaço de tempo, que pode compreender minutos, horas, semanas ou meses.

Por reunir informações valiosas sobre padrões e volume de preços, o candlestick revela para os traders o comportamento e as próximas tendências do mercado. A partir dessa análise técnica, são tomadas as decisões de compra e venda dos ativos.

Quando o Price Action é indicado?

Analisar o mercado sob a ótica do Price Action é uma ótima alternativa para o investidor que busca dados relacionados diretamente aos preços dos ativos e preza pela observação de tendências com o objetivo de se antecipar aos eventos do mercado.

É possível operar utilizando apenas essa ferramenta, mas também é completamente possível utilizar junto a outras estratégias de análise gráfica e fundamentalista. Quanto mais conhecimento sobre o funcionamento do mercado o investidor adquirir, maiores são as chances de poder tomar decisões mais acertadas. Confira abaixo outras dicas:

  • Treine o seu olhar: praticar a observação o ajudará a identificar padrões no gráfico, tornando sua leitura mais fluida.
  • Consuma conteúdos de qualidade: quanto mais conhecimento técnico sobre o mercado você adquirir, mais fácil será a sua jornada. Muitas pessoas pulam essa etapa e acabam indo com muita sede ao pote, o que aumentam as chances de se tomar decisões precipitadas ao começar a investir.
  • Controle emocional é fundamental: conhecer o seu perfil de investidor, desenhar metas e se organizar faz toda a diferença. No mercado financeiro, os traders precisam desenvolver a habilidade de separar a intuição da razão para aumentarem as chances de sucesso na tomada de decisão.

Vantagens e desvantagens do Price Action

Como qualquer ferramenta, existem vantagens e desvantagens no Price Action, no entanto, os pontos positivos sobressaem. Confira:

Desvantagens

  • Pode parecer complicado no início: apesar de bastante visual, muitos investidores que estão começando tendem a ir pelo caminho mais complexo, que é tentar decorar os padrões de comportamento do gráfico. A melhor forma de se acostumar com a ferramenta é buscar compreender os conceitos por trás de cada padrão.
  • Exige treino:  como falamos anteriormente, o trader precisa desenvolver a habilidade visual de reconhecer padrões no gráfico, de forma que consiga identificar, após um tempo, o significado de cada um deles de imediato.
  • Gera certa insegurança: o Price Action elimina a necessidade de indicadores, o que pode gerar insegurança em quem é iniciante. No entanto, o fundamento por trás da ferramenta é justamente esse: permitir a análise do comportamento do mercado apenas pela movimentação dos preços.

Vantagens

  • Versatilidade: o Price Action pode ser utilizado para analisar qualquer mercado em qualquer período de tempo. Todos os ativos que apresentam liquidez, são movimentados com frequência e estão sujeitos às leis de oferta e demanda do mercado podem ser operados por meio dessa ferramenta.
  • Disposição clara das informações: no gráfico, os candles reúnem todas as informações necessárias para o investidor operar:  desde dados relacionados à força de compra e venda do ativo até comportamentos e tendências do mercado.
  • Figuras gráficas revelam dados importantes: a melhor forma de saber o momento ideal de vender ou comprar um ativo é analisar os padrões de fundo e topo dos ativos no Price Action.

Como podemos observar, operar utilizando o Price Action pode ser muito útil na análise do mercado financeiro para a tomada de decisão: basta aliar seus conhecimentos à prática e não desanimar. Quanto mais experiência adquirir, maiores serão as chances de aproveitar as boas oportunidades.

E você, já tem alguma experiência com o Price Action? Conte para a gente deixando um comentário aqui no blog!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.