Quantos bitcoins existem no mercado? Quantos bitcoins existem no mercado?

Quantos bitcoins existem no mercado?

6 minutos para ler

Você já parou para pensar quantos bitcoins existem? A criptomoeda mais popular do mundo e que foi a pioneira no mercado é, por incrível que pareça, limitada. 

Lidamos com um mar de possibilidades quando pensamos em criptomoedas, contando com a ethereum, litecoin, namecoin, swiftcoin… Hoje lidamos com mais de 5 mil criptomoedas diferentes, a principal delas sendo a bitcoin. 

O mercado extremamente volátil e super em alta, conta com um valor de aproximadamente U$1,44 trilhão. É muita coisa, não acha? Apenas o bitcoin corresponde a cerca de 47% desse bolo, seguida pela ethereum, ocupando 16,7% do valor total das criptomoedas disponíveis.  

Mas afinal, o que é exatamente o bitcoin? Nós vamos te contar nesse post tudo o que você precisa saber sobre a criptomoeda. O que são, o que é mineração, quantos bitcoins existem e principalmente, se investir em bitcoin ainda é um bom negócio. Fica nesse post que nós te contamos! 

O que são bitcoins 

Bitcoin é uma moeda digital que opera livre de qualquer controle central ou supervisão de bancos, ou governos. Em vez disso, ele se baseia em software e criptografia ponto a ponto.

Um livro-razão público, o blockchain, registra todas as transações de bitcoin e as cópias são mantidas em servidores ao redor do mundo. 

Qualquer pessoa com um computador reserva pode configurar um desses servidores, conhecido como nó. 

O consenso sobre quem possui quais moedas é alcançado criptograficamente nesses nós, em vez de depender de uma fonte central de confiança como um banco.

Cada transação é transmitida publicamente para a rede e compartilhada de nó para nó. 

Aproximadamente a cada dez minutos as transações feitas são coletadas pelos moradores em um grupo chamado bloco e após isso, são adicionadas de forma definitiva ao blockchain. É nesse livro de contas que ficam todas as transações do bitcoin. 

Da mesma forma que você manteria as moedas tradicionais em uma carteira física, as moedas virtuais são mantidas em carteiras digitais e podem ser acessadas a partir do software cliente ou de uma variedade de ferramentas online e de hardware.

Como funciona a mineração de bitcoin?

A mineração de bitcoin é o processo de “criação” da criptomoeda. Para fazer isso, é preciso o uso de um computador para resolver um problema matemático com uma solução de 64 dígitos para criar novas moedas.

Para cada problema resolvido, um bloco de Bitcoins é processado. É preciso dizer: computadores potentes são cruciais nesse ponto, pois eles não podem parar de funcionar nem por um segundo no processo de mineração. 

Todas as transações são transmitidas publicamente na rede e os mineradores agrupam grandes coleções de transações em blocos, completando um cálculo criptográfico extremamente difícil de gerar, mas muito fácil de verificar.

O primeiro minerador a resolver o próximo bloco o transmite para a rede e, se estiver correto, é adicionado ao blockchain. Esse minerador é então recompensado com uma quantidade de bitcoin recém-criado. Em janeiro de 2022, a cotação da recompensa bateu cerca de R$1,5 milhão. 

Mas afinal, quantos bitcoins existem? Inerente ao software bitcoin é um limite rígido de 21 milhões de moedas. Nunca haverá mais do que isso.  

Porque o bitcoin é uma moeda com quantidade limitada? 

A solução baseada em blockchain foi lançada como uma possível reserva de valor por Satoshi Nakamoto, cuja identidade na vida real permanece um mistério e desapareceu desde então para nunca mais ser ouvido.

O código-fonte que ele escreveu vem com uma condição única – um limite rígido para o número de Bitcoin que pode ser produzido. O que significa que, diante da crescente popularidade, o preço da criptomoeda aumentará à medida que mais pessoas comprarem o conceito.

Simplificando, essa oferta limitada e o uso crescente aumentaram o valor do Bitcoin. 

Novos bitcoins são adicionados ao suprimento de Bitcoin aproximadamente a cada 10 minutos, que é o tempo médio que leva para criar um novo bloco de Bitcoin.

Há diversas opções além do bitcoin, porém o bitcoin continua sendo a criptomoeda mais popular, apesar de não haver garantias de que isso será para sempre. É imprevisível, mas não podemos negar que haja chances de outras moedas mais competitivas chegarem ao mercado. 

Quantos bitcoins existem e foram minerados? O que isso significa pro mercado? 

O número máximo de bitcoins que podem ser emitidos – minerados – é 21 milhões. Destes, 18,77 milhões já foram ‘minerados’. Isso significa que 83% de todo o Bitcoin que virá a existir já foi colocado em circulação dentro de 12 anos de sua criação.

Depois que o número máximo de bitcoins for atingido, mesmo que esse número seja um pouco abaixo de 21 milhões, nenhum novo bitcoin será emitido. 

As transações de Bitcoin continuarão a ser agrupadas em blocos e processadas, e os mineradores de Bitcoin continuarão a ser recompensados, mas provavelmente apenas com taxas de processamento de transações.

Se o blockchain do Bitcoin em 2140 processar muitas transações, os mineradores de Bitcoin ainda poderão gerar lucros apenas com as taxas de processamento de transações.

Ou seja, a mineração de bitcoin ainda tem um longo caminho a se percorrer e ainda existem cerca de 2 milhões de bitcoins para serem mineradas. 

O aspecto mais vital do bitcoin é a rede. O modelo de livro-razão distribuído é o coração de qualquer criptomoeda.

Se o número de transações aumentar na rede no futuro, há uma chance de que a velocidade das transações diminua. A arquitetura do Bitcoin é mais favorável à precisão e integridade do que à velocidade.

Se o número de transações diminuir na rede, há uma chance de que o bitcoin se torne um ativo de reserva. Isso expulsará pequenos comerciantes de varejo e os substituirá por grandes players institucionais, possivelmente aumentando as taxas de transação e tornando a negociação cara.

Ainda vale a pena investir? 

Bitcoin é extremamente volátil. Se você estiver disposto a arriscar, primeiro certifique-se de entender no que está investindo e de ter uma estratégia de investimento em criptomoedas.

Apesar disso, o potencial de investimento ainda é um bom negócio, principalmente pelo histórico da moeda nos últimos anos, tendo uma valorização superior ao ouro, com alta de 120% em 2020. 

Investir em criptomoedas é o futuro e a adesão de usuários tem sido cada vez maior. Além disso, por ser uma moeda escassa e limitada, o bitcoin ainda é muito atrativo. 

Agora que você já sabe quantos bitcoins existem no mercado e o que a moeda significa, o que acha de melhorar seu planejamento financeiro e começar a investir no seu futuro? 

Posts relacionados

Deixe um comentário